Codesp faz licitação para caracterizar pedras


A Codesp abriu processo licitatório para contratar a empresa que fará a caracterização geológica das pedras de Teffé, de Itapema e do Barroso, localizadas no estuário do Porto de Santos. A qualificação é necessária para que a estatal possa realizar o serviço de derrocagem das rochas submersas e preparar o projeto da dragagem de aprofundamento do estuário.
Segundo a Autoridade Portuária, que divulgou o aviso de licitação no último dia 28, o serviço está orçado em R$ 893 mil. Os interessados devem retirar o edital na sede da Codesp — a abertura das propostas acontece no próximo dia 24, também no prédio da presidência da estatal.
A pedra de Teffé está localizada entre os Armazéns 25 e 26, onde funcionam, respectivamente, o terminal de passageiros e o terminal de granéis T-Grão. A pedra de Itapema fica nas proximidades de Vicente de Carvalho e a pedra do Barroso, nas imediações da Ilha Barnabé.
A verba para caracterização das rochas integra um pacote de R$ 5 milhões destacado pelo Governo Federal que prevê, ainda, a realização dos estudos de impacto ambiental e o levantamento geológico do canal de acesso, bacias de evolução e berços de atracação do porto.
Para este último serviço, a estatal abriu em junho último um processo licitatório que, atualmente, está em fase de análise de preços. A verba destacada pela União para esse trabalho é de R$ 1,314 milhão.
A concorrência para a caracterização das pedras também irá definir a melhor forma de se fazer a derrocagem, procedimento que será objeto de um outro processo licitatório estimado no valor de R$ 10 milhões. O montante também está previsto pelo Governo, no Agenda Portos, programa federal que visa resolver os principais problemas portuários.

Aprofundamento
O principal motivo para a derrocagem das rochas será preparar o estuário para a realização da dragagem de aprofundamento do porto, possibilitando a vinda de navios com maior capacidade. Ao lado da dragagem de manutenção — trabalho liberado para ser retomado no mês passado pela Cetesb —, a Codesp pretende aprofundar o calado do porto dos originais 14 metros para 15 metros numa primeira fase, 16 metros numa segunda e, finalmente, 17 metros numa terceira etapa.
De acordo com a companhia docas, a previsão é que o serviço para aumentar a profundidade do porto em um metro comece no segundo semestre do próximo ano. Para tanto, estão previstos no Agenda Portos R$ 37,5 milhões.


04/11/2005

Fonte: Webtranspo

 

Avisos Licitações

07/02/2023

Loteria Mineira publica edital de licitação para concessão da exploração de jogos

Foi publicado no Diário Oficial do Estado desta te...

06/02/2023

Prefeitura abre licitação por área de 1,7 mil metros quadrados no Parque dos Poderes

No dia 06 de março de 2023, às 9h, a Prefeitura Mu...

06/02/2023

Aberta licitação para construção de novos fóruns digitais

Foi publicada no Diário da Justiça, a abertura da ...

06/02/2023

Licitações para construção de duas unidades básicas de saúde são relançadas

A prefeitura lançou, mais uma vez, duas licitações...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita