Chevron Texaco inicia licitações para seu projeto na Bacia de Campos


RIO - A Chevron Texaco abriu licitação para o fornecimento de equipamentos submarinos a ser instalados no campo de Frade, na Bacia de Campos. Até o fim do mês, a companhia deve liberar os documentos referentes às concorrências para a compra ou afretamento do FPSO (unidade flutuante de produção, armazenamento e descarregamento), para a perfuração dos poços e para a instalação dos equipamentos submarinos. As licitações estão sendo feitas pela matriz da empresa, em Houston, no Estados Unidos. Os investimentos totais no projeto são estimados pelo mercado em um US$ 1 bilhão.
A expectativa da empresa é que até o fim do ano os processos de licitação já estejam concluídos e os contratos assinados. O campo de Frade deverá atingir o pico de produção, de 90 mil barris de petróleo por dia, em 2010, e tem reservas estimadas de 200 a 300 milhões de barris de petróleo. O campo é operado pela Chevron, com 42,5% de participação, e tem como sócios a Petrobras, com 42,5%, e o consórcio Frade Japão Petróleo, com 15%.
Para a primeira fase do desenvolvimento da produção, a empresa deverá perfurar 13 poços, sete produtores e seis para a injeção de água nos poços. Do total de poços da primeira fase, oito serão perfurados antes da instalação do navio-plataforma (FPSO) e o restante, após o início da produção.
"O Plano de Desenvolvimento do campo do Frade continua avançando, com o recente término dos Desenhos Iniciais de Engenharia (FEED) das instalações de desenvolvimento. Este trabalho foi finalizado em junho pela Intec Engineering em Houston. Atualmente planejamos desenvolver o campo utilizando um programa de perfuração em fases, gerenciando as principais incertezas do reservatório, por meio de poços horizontais submarinos com sistema de gas lift, ligados a um FPSO que realizará o processamento, a armazenagem e a transferência do fluido", informou a empresa em nota.
Para a segunda fase do desenvolvimento da produção, a companhia informou que o número de poços que serão perfurados dependerão de teste realizados com as primeiras 13 perfurações. Quando iniciada a produção, a Chevron deverá ser a terceira multinacional a operar um campo de petróleo em produção no país. A primeira estrangeira a realizar o feito foi a Shell, nos campos de Bijupirá-Salema, e a Devon, que deve iniciar a produção no campo de Polvo, em 2007


28/08/2005

Fonte: O Globo

 

Avisos Licitações

13/06/2024

Curso On Line - Ao Vivo de Formação de Analista de Licitação e Contratação Pública

O Curso de formação Analista de Licitação ONLINE A...

15/03/2024

Cursos Presenciais - Nova Lei de Licitação e Contratação Pública - Florianópolis/SC

O Curso Presencial da Nova Lei de Licitação e Cont...

14/06/2024

Prefeitura de Araraquara lança licitação da segunda fase das obras na Via Expressa

A Prefeitura de Araraquara publicou, nesta quinta,...

13/06/2024

Licitação da obra da nova ponte entre São Valentim do Sul e Santa Tereza será aberta no dia 3 julho

A informação foi confirmada pelo prefeito de São V...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita