Brasil e China fazem acordo para obras de gasoduto


Brasília - O Ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Guido Mantega, anunciou ontem que o Ministério de Minas e Energia fechou contrato com a China para a construção do Gasoduto do Nordeste (Gasene), que ligará Macaé (RJ) a Salvador, com investimento de US$ 1,3 bilhão. Desse montante, a China entrará com US$ 1,17 bilhão e o Brasil com US$ 130 milhões. A execução da obra ficará a cargo da Petrobras e da Sinopec (estatal chinesa de petróleo). O Eximbank chinês e o BNDES serão os financiadores. Para o início das obras, falta ainda a aprovação da Comissão de Financiamentos Externos (Cofiex), comissão coordenada pelo Ministério do Planejamento.
O anúncio da obra foi feito ontem depois do encontro com a Delegação Governamental Econômica e Comercial da China. A missão chinesa, chefiada pelo vice-ministro do Comércio chinês, Gao Hucheng, veio dar andamento a um termo de cooperação assinado na viagem do presidente Luís Inácio Lula da Silva à China, em maio passado.
Segundo Mantega, os investimentos chineses no Brasil podem ultrapassar a marca de US$ 5 bilhões. 'Acho até que eles podem chegar a mais do que isso, na medida em que se apresentem projetos interessantes', afirmou. Ele afirma, no entanto, que, para isso, é indispensável a aprovação do projeto das Parcerias Público Privadas (PPP). 'É imprescindível que se aprove o projeto de PPP, sem o qual não há como viabilizar o processo de licitação', disse. O ministro espera que até o início de novembro o projeto seja aprovado.
'A China é um parceiro muito atraente e, além disso, essa parceria ajuda a romper um determinado ‘status quo’ do comércio internacional, que havia sido estabelecido pelo G7. Eles são uma nova possibilidade de cooperação comercial', afirmou. Segundo Mantega, os chineses estão interessados também em investir no escoamento de soja, no abastecimento de minério de ferro e de insumos em geral, além de fornecer material ferroviário, produto do qual são grandes produtores. 'Eles estão interessados nas PPPs, que possibilitarão investimentos em obras de infra-estrutura', declarou.
O Brasil apresentou um catálogo aos chineses com 24 projetos que poderão ser realizados em parceria. Entre eles, de acordo com o Ministro, o País está mais propenso a oferecer à participação chinesa os projetos de modernização dos portos de Santos e de Itaqui-MA, e a construção da ferrovia Norte-Sul (Transnordestina).


24/09/2004

Fonte: Gazeta Mercantil

 

Curso Licitações

07/02/2023

Loteria Mineira publica edital de licitação para concessão da exploração de jogos

Foi publicado no Diário Oficial do Estado desta te...

08/02/2023

Câmara de Balneário Camboriú fará licitação para contratar agência de publicidade

A Câmara de Balneário Camboriú publicou na terça-f...

08/02/2023

Prefeitura abre nova licitação para reforma de prédio da Floriano Peixoto

Prefeitura abre nova licitação para reforma de pré...

08/02/2023

Pregão do Centro de Bilhetagem do transporte coletivo ficou para sexta-feira, 10/02

O pregão para a escolha do Centro de Bilhetagem El...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita