Aneel vai leiloar mais 3 mil km de linhas até agosto


São Paulo e Brasília - Expectativa é que a licitação gere investimentos de R$ 2 bilhões. A ministra de Minas e Energia, Dilma Rousseff, informou sexta-feira que serão leiloados no primeiro semestre deste ano cerca de 3 mil quilômetros de novas linhas de transmissão. A maior parte dos trechos contempla a terceira linha de interligação entre as regiões Norte e Sul, os chamados linhões, e o restante é relativo a expansão de trechos em regiões sobrecarregadas por aumento no consumo localizado. A expectativa de investimentos é de R$ 2 bilhões e a expansão da rede de transmissão de energia elétrica faz parte do planejamento estratégico do setor.
`A cada três anos, nós crescemos uma Argentina em relação à expansão do sistema de transmissão`, afirmou a ministra durante a assinatura de contratos para a construção de 11 trechos de linhas de transmissão licitados em setembro do ano passado. Segundo Dilma, atualmente, o Brasil possui 80 mil quilômetros de linhas, enquanto toda a rede elétrica da Argentina soma 12,062 mil quilômetros. O planejamento do MME e do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) para o sistema de transmissão em 2005 prevê a realização de dois leilões. Para as regiões Norte e Centro-Oeste, a perspectiva é fazer concessões para a construção de 2,235 mil quilômetros, o que deverá atrair um investimento de R$ 1,4 bilhão para o Brasil. Para as regiões Sudeste e Sul do País, o projeto é leiloar licenças para 1,050 mil quilômetros de linhas, com investimento estimado em R$ 530 milhões.
De acordo com a ministra, a previsão é que até 2012 as linhas de transmissão sejam expandidas em 40 mil quilômetros. A ministra vai inaugurar em Vitória (ES) no próximo dia 30 a linha de transmissão que liga a capital capixaba à Ouro Preto (MG). A linha foi concluída por Furnas em ritmo acelerado depois do problema de desabastecimento que atingiu o Espírito Santo no início do ano.
Segundo César Pinto, diretor-executivo da Associação Brasileira das Grandes Empresas Transmissoras de Energia Elétrica (Abrate), a expectativa é que os dois leilões de linhas de transmissão programados para este ano devem manter a atratividade que o segmento tem demonstrado nos últimos leilões realizados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Em Setembro do ano passado, os leilões de linhas de transmissão atingiram deságios acima de 40% em relação à receita definida pela agência.
`A expectativa é que os trechos que serão leiloados neste ano continuarão a ser bem disputados por empresas tanto nacionais como estrangeiras`, afirma César Pinto. Segundo ele, a disputa entre empresas estrangeiras e grandes grupos nacionais deve permanecer acirrada. `Não teve nenhuma mudança nos leilões`, diz. (Raymundo de Oliveira e Mariana Mazza)


07/03/2005

Fonte: Investnews (SP)

 

Curso Licitações

29/02/2024

Licitações abertas para reformas da Praça Duque de Caxias e do Teatro Municipal

A Prefeitura de Vila Velha avança em uma etapa imp...

28/02/2024

Após questionamentos do TCE, Coden reabre licitação milionária para o lixo

A Coden Ambiental reabriu nesta semana a licitação...

27/02/2024

Licitação da Escola Piquiri finalmente será publicada em março

A comunidade do Piquiri, interior de Cachoeira do ...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita