Amorim defende que Brasil abra compras governamentais ao Mercosul


O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, defendeu nesta quarta-feira que o governo brasileiro permita a participação de empresas dos parceiros do Mercosul em licitações públicas. Na avaliação do ministro, as compras governamentais podem ajudar principalmente países menores, como o Uruguai. "O Brasil tem que usar o poder de compra das suas empresas estatais também para ajudar no desenvolvimento industrial dos nossos sócios, sobretudo dos menores", afirmou.
Segundo Amorim, interessa ao Brasil que os países vizinhos se desenvolvam e que as fronteiras sejam de comércio legítimo e de intercâmbio de pessoas para trabalho legítimo.
"Ainda há muito o que fazer no Mercosul para que os sócios menores possam obter plenamente os benefícios da integração", avaliou o ministro.
Amorim fez a afirmação em entrevista coletiva após a visita de Jorge Taiana, novo ministro argentino das Relações Exteriores e Comércio Internacional. Taiana esteve esta quarta em Brasília, acompanhado de comitiva do governo argentino, para preparar a visita de Estado do presidente Nestor Kirchner ao Brasil, no próximo dia 18.


11/01/2006

Fonte: No Olhar

 

Curso Licitações

07/02/2023

Loteria Mineira publica edital de licitação para concessão da exploração de jogos

Foi publicado no Diário Oficial do Estado desta te...

08/02/2023

Câmara de Balneário Camboriú fará licitação para contratar agência de publicidade

A Câmara de Balneário Camboriú publicou na terça-f...

08/02/2023

Prefeitura abre nova licitação para reforma de prédio da Floriano Peixoto

Prefeitura abre nova licitação para reforma de pré...

08/02/2023

Pregão do Centro de Bilhetagem do transporte coletivo ficou para sexta-feira, 10/02

O pregão para a escolha do Centro de Bilhetagem El...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita