Aeroporto espera licença ambiental e licitações


Limeira - O Aeroporto Regional, há quase dois anos no papel, ainda aguarda licença ambiental e licitação para o começo das obras. A autorização do Comando Aéreo Regional (Comar), órgão subordinado ao Departamento de Aviação Civil (DAC) e ao Ministério da Aeronáutica, foi dada apenas este ano. Já o contrato para a construção, segundo o secretário de Governo e Desenvolvimento, José Carlos Bigotto, está em fase final, devendo ser publicado no Jornal Oficial do Município até a próxima semana.
Enquanto espera estas definições, a Prefeitura já assinou com a Empresa de Desenvolvimento de Limeira (Emdel), no início de maio, um contrato para a elaboração do plano diretor de desenvolvimento do novo aeroporto. O custo previsto é de R$ 83,2 mil e o prazo para a sua conclusão, com possibilidade de ser prorrogado, vai até o final de julho.
Segundo Bigotto, o plano diretor representa o conjunto da obra. “São todos os elementos necessários para dar andamento ao processo, até conseguirmos a autorização ambiental”, conta. Para ele, mesmo sem a licença, concedida pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e órgãos vinculados, a Prefeitura está adiantando alguns pontos para não atrasar os futuros serviços.

AMPLO

O engenheiro da Emdel, Carlos Leite, relata que o processo para a licitação das obras também está sendo montado. “É preciso colocar tudo que será construído e abrir a licitação”, frisa. De acordo com ele, o processo levará em conta um aeroporto já amplo, para, em cinco anos, estar atendendo a uma demanda regional. “Os investimentos serão grandes e uma parte já começa este ano”, revela. O aeroporto já tem, inclusive, plano aeroviário aprovado e deverá ter recursos para operar durante a noite.
Sobre a demora para conseguir a licença ambiental, Leite diz que o fato é normal e que faltam apenas “observações de rotina”. “A Secretaria de Estado do Meio Ambiente pediu algumas observações sobre a fauna e a flora da região”, exemplifica.
No orçamento do município deste ano está prevista a disponibilização de R$ 1 milhão para o início das obras. Porém, apenas a terraplenagem do terreno, situado às margens da Rodovia Limeira-Mogi Mirim (SP-147), no Bairro do Pinhal, custaria o dobro.


18/06/2004

Fonte: Gazeta de Limeira

 

Avisos Licitações

01/01/2024

Cursos On Line AO VIVO - Nova Lei de Licitação e Contratação Pública

O Curso On Line Ao Vivo da Nova Lei de Licitação e...

29/01/2024

Curso On Line - Ao Vivo de Formação de Analista de Licitação e Contratação Pública

O Curso de formação Analista de Licitação ONLINE A...

15/01/2024

Cursos Presenciais - Nova Lei de Licitação e Contratação Pública - Florianópolis/SC

O Curso Presencial da Nova Lei de Licitação e Cont...

01/03/2024

Prefeitura obtém orientação da CBB e abrirá nova licitação para trocar piso do Moringão

Após conseguir obter uma normativa técnica expedid...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita