Aeronáutica Justifica gasto e explica falta de licitação


BRASÍLIA. O comandante da Aeronáutica, Luiz Carlos Bueno, preocupou-se em mostrar que o governo irá economizar com a compra do Airbus e em responder às críticas feitas pela oposição nos últimos meses.
A FAB frisou que a aeronave não foi comprada para atender apenas ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Como a vida útil do Airbus é de 30 anos, Lula vai usufruir apenas 6% desse tempo, se não for reeleito. Nos outros 94% — 28 anos (sete mandatos) — o avião será usado por outros presidentes.
Economia de combustível pagaria avião em 11 anos.
A Aeronáutica afirma que o Boeing 707, o Sucatão, consumia mais combustível e a economia por hora de vôo será de US$5.200 (cerca de R$14 mil). Pelos cálculos da Aeronáutica, se o presidente voar pelo menos mil horas por ano, a economia anual será de US$5,2 milhões (cerca de R$14 milhões). Em 11 anos, o avião estaria pago.
O custo da hora voada com o Sucatão é de US$7.300 (cerca de R$19 mil). O do Santos Dumont será de US$2.100 (R$5.600). No fretamento (aluguel) de aviões comerciais, o custo da hora voada é de US$12 mil.
— O avião gasta 20% do que consome a atual aeronave. Foi um ótimo negócio. O contrato prevê aplicação de recursos no Brasil correspondentes ao capital gasto na compra — disse Bueno.
O comandante referia-se à cláusula de contrapartida que obriga a Airbus Corporate a investir no Brasil 170% do valor do avião. O investimento começou com a instalação de uma empresa de componentes e peças de avião em São José dos Campos (SP), no ano passado, que deverá gerar 300 empregos e consumiu US$2,3 bilhões.
A contrapartida prevê ainda a transferência de conhecimento e tecnologia. O período máximo de investimentos será de seis anos, a contar de 2004.
A Aeronáutica também falou sobre a compra do avião sem licitação. Segundo Bueno, além da Airbus e da Boeing, a Embraer foi consultada. Para justificar o fato de o governo não ter escolhido a Embraer, foi divulgado trecho da carta em que a empresa brasileira atesta não ter condições de produzir um avião capaz de ir do Brasil à Europa sem parada para reabastecimento.


16/01/2005

Fonte: O Globo

 

Avisos Licitações

07/10/2022

Cursos Presenciais - Nova Lei de Licitação e Contratação Pública

O Curso Presencial da Nova Lei de Licitação e Cont...

03/02/2023

Raquel Lyra abre nova licitação de R$ 303 milhões. Saiba para qual finalidade

O Governo do Estado abriu uma licitação de R$ 303....

02/02/2023

Lajeado publica chamamento público para revitalização e operação do Parque Histórico

O Executivo publicou no Diário Oficial o chamamen...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita