Aberta licitação para duplicar BR-101 no RN


O Governo Federal abriu concorrência pública para contratar empresas interessadas em construir a duplicação da BR 101, entre o viaduto de Ponta Negra, na zona sul de Natal, e o município de Palmares, em Pernambuco. O valor total da duplicação é estimado em R$ 1,7 bilhão, distribuídos em oito lotes de construções licitados separadamente para cobrir 335 quilômetros de estrada. Segundo o Departamento Nacional de Infra-Estrutura e Transportes (Dnit), os lotes 1 e 2 ficam no Estado do Rio Grande do Norte e vão consumir R$ 250 milhões em recursos, uma média de R$ 3 milhões por quilômetro.
O lote 1 do Rio Grande do Norte vai do viaduto de Ponta Negra até a cidade de Goianinha. O lote 02 conclui o trajeto até a divisa com a Paraíba, passando por Canguaretama e Baía Formosa. A licitação é nacional e serão aceitos consórcios de empresas. A abertura dos envelopes com as propostas da concorrência pública acontecerá em Brasília, no prédio do Dnit, às 9h30min do dia 14 de janeiro. Depois de fechado o negócio, o Governo Federal espera entregar toda a duplicação em no máximo 870 dias.
A duplicação da BR 101, uma das principais do País, vai causar impacto ecnômico e social principalmente nas cidades que ela interliga no litoral nordestino. Em Parnamirim, na Grande Natal, para alargar as pistas e construir vias marginais para atender o trânsito local será necessário remover muitos estabelecimentos comerciais ao lado da estrada. Todos terão que ser desapropriados, segundo confirma o coordenador do Dnit no Rio Grande do Norte, José Narcélio Marques Sousa. As paradas de ônibus sairão do leito principal da rodovia para serem colocadas nas marginais. O dinheiro reservado para a duplicação da BR já inclui recursos para pagar pelos terrenos que deverão ser desapropriados.
‘‘A duplicação vai trazer para o Rio Grande do Norte um incremento turístico incomensurável’’, prevê Narcélio Marques, levando em conta o estímulo que a nova pista vai dar ao trânsito de viajantes entre as principais cidades do Nordeste, reforçando a transferência de recursos entre as regiões mais prósperas e as mais distantes dos centros urbanos. Somente no trecho entre Natal e Parnamirim serão erguidas mais 03 passarelas: em frente ao Hipper Bompreço de Cidade Jardim; na Cidade Satélite e no Aeroporto Augusto Severo.
A pista atual, de asfalto, será melhorada e a nova pista será feita de concreto. Como a BR 101 vai ganhar dimensões maiores, com duas pistas de rolamento em cada lado da vias de mão e contra-mão, todas as áreas laterais ao atual percurso serão remodeladas e as pontes e viadutos alargados. A intenção do Dnit é manter nas pistas principais o trânsito pesado e de alta velocidade, sem obstáculos.


15/12/2004

Fonte: Diário de Natal

 

Avisos Licitações

07/10/2022

Cursos Presenciais - Nova Lei de Licitação e Contratação Pública

O Curso Presencial da Nova Lei de Licitação e Cont...

03/02/2023

MPF divulga pregão eletrônico para aquisição de água mineral para unidade no PI

O Ministério Público Federal (MPF) torna público o...

03/02/2023

Licitação para ampliação do aeroporto de Cachoeiro pode sair neste ano

O projeto de reforma e ampliação do Aeroporto Muni...

03/02/2023

Raquel Lyra abre nova licitação de R$ 303 milhões. Saiba para qual finalidade

O Governo do Estado abriu uma licitação de R$ 303....
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita