Licitações Gratuitas Licitações Mobile Consulte nossos programas Solicite demonstração gratuita Solicite demonstração gratuita aqui Curso Licitações consulte nossos programas

22/11/2014

Municípios devem assumir ativos de iluminação pública

Termina no dia 31 de dezembro deste ano o prazo para que os municípios...

21/11/2014

MPF quer suspender edital de concessão de florestas no Pará

O Serviço Florestal Brasileiro (SFB) tem dez dias de prazo para respon...

21/11/2014

Licitação de combustível vencida pela Amazônia Petróleo foi legal

Ao analisar das contas da Secretaria Municipal de Planejamento e Finan...

21/11/2014

Licitação dos ônibus pode ser novamente deserta

Mais uma vez a licitação dos ônibus da Capital pode ser deserta, repet...

20/11/2014

Secretaria suspende licitação do aquaviário da Grande Vitória

A Secretaria de Estado dos Transportes e Obras Públicas (Setop) suspen...

Prefeitura de Goiânia abre hoje a licitação para novos fotossensores


A Prefeitura de Goiânia abre hoje a licitação para instalar fotossensores na Capital. O processo, previsto para iniciar no último dia 9, havia sido adiado por determinação do prefeito Iris Rezende, que questionou a necessidade de alugar o adicional de 100 novos aparelhos. Na ocasião, o chefe do Executivo solicitou mapa do monitoramento já existente, o que levaria dez dias para conclusão.
Membros da Comissão de Obras e Patrimônio Público da Câmara Municipal participam da reunião, que acontece às 9h30, no Paço municipal. “Queremos fiscalizar a legalidade dos procedimentos, os critérios adotados, além da quantidade de fotossensores e em que pontos serão instalados”, esclarece o vereador Virmondes Cruvinel Filho, presidente do grupo.
Segundo ele, desde 2005 os contratos estão vencidos e são renovados precatoriamente. A Capital tem hoje 126 equipamentos de fiscalização e punição de infrações. Apesar de prever a instalação de mais 100 fotossensores, a prefeitura compraria mais 128 aparelhos para reserva, num total de 228. Seriam 60 lombadas eletrônicas que mostram a velocidade dos carros e 30 radares fixos de velocidade, aos moldes dos instalados em Brasília (DF).
Apesar da reunião marcada, existe possibilidade de cancelamento do processo. “O Ministério Público pode pedir cancelamento do processo”, informou Cruvinel Filho. Caso isso não aconteça, o superintendente de trânsito, Paulo Sanches, vai à Câmara na segunda-feira para esclarecer sobre a licitação.


01/03/2007

Fonte: Diário da Manhã (GO)

 



Curso Licitações
Licitacao.net é um serviço de Business Online Comunicação de Dados Ltda. © 2012 Licitacao.net