Plataforma P-51 reativa indústria naval no Rio


Rio - Isenção de ICMS possibilita construção no estado. A governadora do Rio, Rosinha Garotinho, assinou ontem o decreto isentando do pagamento de ICMS a construção da plataforma de exploração de petróleo P-51, encomendada pela Petrobras. A isenção foi fundamental para a decisão do estaleiro Brasfel, do grupo Fels Setal, de construir o casco da plataforma no Rio de Janeiro.

A obra, com custo estimado entre US$ 700 milhões e US$ 800 milhões - a isenção de ICMS baixou o custo em cerca de US$ 150 milhões -, pode significar uma efetiva retomada desse setor no Rio. Segundo o secretário de Energia, Indústria Naval e Petróleo do estado, Wagner Victer, os estaleiros e construtoras que apresentaram propostas para a plataforma P-54, cuja licitação será retomada em breve pela Petrobras, planejam executar as obras no Brasil.

Segundo Victer, as empresas já teriam projetos para desenvolver a construção dos módulos da unidade no País, o que não foi confirmado pela Petrobras por causa do sigilo estabelecido em processos licitatórios.

Apresentaram propostas o grupo Jurong, controlador do Estaleiro Mauá; o grupo Fels Setal, de Cingapura, e os consórcios liderados pelas construtoras Queiroz Galvão e Andrade Gutierrez. Já contemplado com a vitória da concorrência para a P-51 e a P-52 - cujo casco está sendo construído em Cingapura -, contudo, o grupo Fels Setal desistiu de participar da licitação da P-54, plataforma que vai operar no campo de Roncador, na Bacia de Campos. "Já temos muitas atividades pela frente e vamos retirar nossa proposta", revelou o vice-presidente do grupo Pem Setal, Augusto Mendonça.

O gerente-executivo de exploração e produção da Petrobras, Pedro Barusco, adianta que a licitação será retomada e está em vias finais de apresentar os qualificados. "Agora, depois de resolver o destino da P-51, vamos nos movimentar para agilizar a P-54", disse ele, após a cerimônia de assinatura do decreto de isenção fiscal.

O casco da nova plataforma, que é a maior parte da obra, será desenvolvido pelo estaleiro Brasfels em parceria com a Nuclep, em Angra dos Reis e Itaguaí. Em Niterói, a Nuevo Pignone construirá o módulo de compressão de gás.


16/04/2004

Fonte: Gazeta Mercantil

 

Curso Licitações

15/06/2019

Juquitiba abre licitação para conceder transporte público

A prefeitura de Juquitiba, na Grande São Paulo, anunciou abe...

14/06/2019

Prefeitura faz esclarecimentos sobre licitação do serviço de limpeza pública

Para prestar esclarecimentos sobre a contratação do serviço ...

15/06/2019

Estado abre consulta pública para licitação de transporte escolar

O Governo do Estado deu início ao processo de licitação do s...

14/06/2019

Nova Lei de Licitações e projetos ambientalistas continuam na pauta do Plenário

Devido ao feriado de Corpus Christi, o Plenário da Câmara do...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita