Embratel denuncia riscos em sua venda


São Paulo - A entrega à Anatel, Cade e Secretaria de Direito Econômico (SDE) de pareceres de renomados especialistas contrários à venda da Embratel à Calais – consórcio da Telemar, Telefônica e Brasil Telecom - funcionou ontem como adição de lenha à fogueira em que se transformou a disputa do ativo brasileiro da concordatária MCI-Worldcom.

Doutores em direito econômico alegam que a possível aquisição da Embratel pela Calais "viola as normas de defesa da concorrência no Brasil". Executivos da operadora garantem, por sua vez, que a empresa não sobreviveria "esquartejada", como pretende a Calais. E esta acusa os executivos da Embratel de agirem em prejuízo da controladora, apenas para preservar cargos.


13/04/2004

Fonte: Gazeta Mercantil

 

Curso Licitações

29/04/2019

Curso de Licitações Públicas em Porto Alegre e São Paulo

Quer treinar sua equipe para obter melhores resultados nos p...

24/05/2019

Metrô anuncia licitação para concluir estações da linha 17 de monotrilho

A Companhia de Metrô anunciou nesta sexta-feira, 24 de maio ...

23/05/2019

Prefeitura terá antecedência mínima de 60 dias para licitações de grandes eventos

A Prefeitura de Petrópolis terá que se antecipar para realiz...

23/05/2019

ACIC defende licitação para concessão dos serviços de água de Concórdia

A Associação Empresarial de Concórdia (ACIC) encaminhou nest...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita