Embratel denuncia riscos em sua venda


São Paulo - A entrega à Anatel, Cade e Secretaria de Direito Econômico (SDE) de pareceres de renomados especialistas contrários à venda da Embratel à Calais – consórcio da Telemar, Telefônica e Brasil Telecom - funcionou ontem como adição de lenha à fogueira em que se transformou a disputa do ativo brasileiro da concordatária MCI-Worldcom.

Doutores em direito econômico alegam que a possível aquisição da Embratel pela Calais "viola as normas de defesa da concorrência no Brasil". Executivos da operadora garantem, por sua vez, que a empresa não sobreviveria "esquartejada", como pretende a Calais. E esta acusa os executivos da Embratel de agirem em prejuízo da controladora, apenas para preservar cargos.


13/04/2004

Fonte: Gazeta Mercantil

 

Avisos Licitações

17/01/2019

3 empresas concorrem licitação para placas do Mercosul

O diretor-geral do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) , Arão L...

17/01/2019

Prefeitura anuncia licitação para contratação de empresa de coleta de lixo

Com o valor estimado em R$ 1.323.000,00 (Um Milhão, Trezentos e Vinte ...

17/01/2019

Justiça revoga liminar que suspendia licitação da limpeza urbana em SP

A Justiça revogou a liminar que suspendia a licitação para o serviço d...

17/01/2019

Petrobras prepara-se para a maior licitação de floteis dos últimos 4 anos

Os fornecedores de embarcações de hospedagem estão se preparando para ...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita