Dataprev faz 1ª licitação para alugar computadores


Rio - Pela primeira vez, em 29 anos de existência, a Empresa de Teconologia e Informações da Previdência Social (Dataprev) realizou uma licitação para a locação de grandes computadores e softwares. Apenas a Cobra Tecnologia, apresentou proposta – estimada em aproximadamente R$ 20 milhões. De acordo com a Dataprev, até o fim desta semana a proposta técnica será (ou não) aprovada, já que a empresa, depois da análise de todos os documentos entregues à Comissão de Licitação, já estava habilitada para prestar o serviço. Depois de aprovada a parte técnica, será aberto o envelope com a proposta financeira.

O processo licitatório começou em função de uma ação de improbidade administrativa movida pelo Ministério Público. A razão seria o possível superfaturamento com os contratos com a Unisys, responsável durante anos pelos serviços de TI da Dataprev. O contrato, no valor aproximado de R$ 200 milhões, fornecia, entre outros, dois computadores de grande porte nos quais a Dataprev rodava os principais sistemas que atendem à Previdência Social. São eles a folha de pagamentos de benefícios a 21,8 milhões de segurados do INSS, o serviço de arrecadação do Instituto, e outro com o Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), que armazena dados referentes a aproximadamente 400 milhões de vínculos trabalhistas desde 1997.

Segundo a assessoria da diretoria da Dataprev, esse computador, especificamente, operava com 94% de sua capacidade, o que inviabilizava a agilidade do sistema. Com o computador saturado e um contrato que venceu em julho, era necessário contratar outra empresa em caráter emergencial. Ainda segundo a Dataprev, três empresas foram procuradas para isso: Serpro, Prodasen e Cobra, mas apenas a última era habilitada.

Com isso, desde novembro do ano passado estes serviços vêm sendo prestados pela Cobra Tecnologia, empresa controlada pelo Banco do Brasil. O contrato emergencial, de R$ 3,5 milhões mensais atualizou os computadores e os sistemas utilizados e foi a solução encontrada pela atual diretoria da Dataprev, com a concordância do Governo, diante das pendências jurídicas encontradas com relação ao contrato anterior (com a Unisys) para garantir os serviços prestados ao INSS. Com isso, a Dataprev começou a dar os primeiros passos no processo de migração de plataformas, passando da fechada para a aberta, diminuindo assim, a dependência tecnológica em uma só empresa, podendo ser atendida por vários fornecedores.


16/03/2004

Fonte: Gazeta Mercantil

 

Avisos Licitações

23/04/2019

Guará realiza licitação contra incêndio em escolas

A Prefeitura de Guaratinguetá deve contratar uma empresa par...

23/04/2019

Conclusão da obra da arena deve custar R$ 41,8 milhões em São José

Caso não haja nenhuma reviravolta na análise das propostas e...

22/04/2019

Empresas desistem de edital, e governo terá de lançar nova licitação para obra de presídio federal..

O Departamento Penitenciário Nacional (Depen) será obrigado ...

22/04/2019

Prefeitura abre nova licitação para concessão de quiosques da Curva da Jurema, em Vitória

A Prefeitura de Vitória abriu nesta segunda-feira (22) uma n...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita