Deputado quer que Governo só compre de fabricantes


As compras de remédios e equipamentos de saúde, por parte da União, deverão ser efetuadas diretamente dos fabricantes originais. É o que prevê o Projeto de Lei 880/03, do deputado Eduardo Cunha (PPB-RJ), que proíbe a compra de qualquer intermediário ou distribuidor.

Nos casos em que o produto não for fabricado no Brasil, o deputado propõe que a compra seja efetuada de representante no País, desde que seja o único. O projeto estabelece também que o não-cumprimento da futura lei torna a compra nula de pleno direito e o ordenador de despesas será responsabilizado pelo ato irregular.

O PL altera a Lei 8666/93, que estabelece normas gerais sobre licitações e contratos administrativos pertinentes a obras, serviços, inclusive de publicidade, compras, alienações e locações no âmbito dos Poderes da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios.

TRAMITAÇÃO

A proposta está tramitando sem emendas na Comissão de Seguridade Social e Família, que designou o deputado Henrique Fontana (PT-RS) para ser o relator. Em seguida será avaliada pelas comissões de Finanças e Tributação e de Constituição e Justiça e de Redação. Caso seja aprovada nas três comissões, seguirá para apreciação do Senado Federal


13/01/2004

Fonte: Agência Camara

 

Curso Licitações

23/02/2019

Licitação para ampliação do aterro sanitário será em março

Processo licitatório para ampliação do aterro sanitário foi remarcado ...

23/02/2029

Jaú fará licitação para limpeza pública na próxima quinta-feira

Jaú - A Prefeitura de Jaú, por meio das Secretarias de Meio Ambiente e...

23/02/2019

Licitação para serviço de varrição de rua conta com três concorrentes

A licitação para a contratação de uma empresa prestadora de serviço de...

29/01/2019

Curso de Licitações Públicas em Porto Alegre e São Paulo

Quer treinar sua equipe para obter melhores resultados nos processos d...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita