Pedágio na BR-101 e 116 só será cobrado daqui a um ano


Uma decisão do governo federal atrasa em pelo menos um ano a implantação de pedágio no trecho norte da BR-101 e na BR-116. A revogação dos processos licitatórios, que abrangem sete lotes em seis Estados brasileiros, foi oficializada nesta segunda, dia 13, no Diário Oficial.

As licitações foram lançadas em 2000 e estavam suspensas atendendo questionamento do Tribunal de Contas da União (TCU). O TCU considerou que os editais originais traziam para todos os trechos - que têm características diferentes - as mesmas taxas de veículos que buscam rotas alternativas para fugir dos pedágios e de usuários que deixam de usar esta estrada.

O Ministério dos Transportes explicou que será realizado um novo estudo para levantar aspectos jurídicos, técnicos e ambientais que servirá de base para a elaboração de um novo modelo de edital para a licitação.

O estudo deve ficar pronto em seis meses e a licitação só deverá ser lançado em um ano. Conforme o novo modelo, as tarifas serão revistas a cada quatro anos e as cobranças serão feita por quilômetro rodado e não mais por praças de pedágio, como acontece hoje.


13/10/2003

Fonte: Diário Catarinense

 

Curso Licitações

29/03/2019

Curso de Licitações Públicas em São Paulo e Porto Alegre

Quer treinar sua equipe para obter melhores resultados nos p...

19/04/2019

Prefeito Firmino anuncia obras de drenagem para as zonas Norte e Sul

O prefeito Firmino Filho (PSDB) afirma que a Prefeitura busc...

19/04/2019

Taubaté suspende licitação para implantação de parques lineares

O governo Ortiz Junior (PSDB) adiou, por tempo indeterminado...

19/04/2019

Licitação vai garantir asfalto na Avenida Rondônia

O prefeito de Vilhena, Eduardo Japonês, se reuniu nesta sema...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita