Transporte coletivo terá nova licitação em até dois anos


Concessionária de Canoas foi comunicada da decisão pela secretaria de transportes.

A sociedade de ônibus gaúcha Ltda (sogal), concessionária responsável pelo transporte coletivo no município de Canoas, foi comunicada na terça-feira, 29, pela prefeitura, de que será feita uma nova concorrência publica no setor em Canoas. A empresa tem prazo de 24 meses para continuar a prestação de serviços, enquanto são definidos novos concessionários. A notificação foi feita pela procuradoria geral do município (PMG) o documento foi entregue em mão pelo procurador-geral do município, José Carlos Duarte, ao diretor da Sogal, Osório Biazus.
As exigências que farão parte do processo licitatório, bem como a forma que serão escolhidas as novas empresas serão ainda definidas. A Sogal, assim como qualquer outra empresa do setor, podem entrar na concorrência. A necessidade da abertura da concorrência foi apontada em estudo que a Secretaria Municipal dos Transportes e Serviços Públicos realizou junto ao sistema de transportes de passageiros da cidade. De acordo com o levantamento, existe a necessidade de um aumento de 35 ônibus para atender a demanda.
O secretario Julio Barbosa destaca que o índice de passageiros por Quilometro (IPK), que serve como base para o calculo do valor final das passagens, é diferente nos dois lados da cidade.
“Por isso faremos a abertura de duas licitações, para atender as características de cada região”, afirma. No lado oeste da cidade, todos os meses os ônibus transportam 827 mil passageiros, percorrendo mais de 351,6 mil quilômetros. Na parte leste, 678,2 mil passageiros são transportados mensalmente pelos coletivos que percorrem mais de 333 mil quilômetros.
Barbosa ainda destaca que o projeto prevê regularmente os serviços da Sogal, já que o contrato entre a prefeitura e a empresa está vencido a mais de 30 anos. Desde 1972, constantes renovações estão garantindo á empresa a exclusividade do transporte coletivo municipal. “Queremos fazer um processo responsável, que no futuro não permita que algum problema impeça o andamento da licitação e transforme o processo coletivo de Canoas num caos”, conclui Barbosa.


01/08/2003

Fonte: Correio de Notícias

 

Curso Licitações

17/01/2019

3 empresas concorrem licitação para placas do Mercosul

O diretor-geral do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) , Arão L...

17/01/2019

Prefeitura anuncia licitação para contratação de empresa de coleta de lixo

Com o valor estimado em R$ 1.323.000,00 (Um Milhão, Trezentos e Vinte ...

17/01/2019

Justiça revoga liminar que suspendia licitação da limpeza urbana em SP

A Justiça revogou a liminar que suspendia a licitação para o serviço d...

17/01/2019

Petrobras prepara-se para a maior licitação de floteis dos últimos 4 anos

Os fornecedores de embarcações de hospedagem estão se preparando para ...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita