Estradas pavimentadas em Minas


Belo Horizonte - O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), lançou ontem, em Belo Horizonte o projeto que garantirá a recuperação de 63 trechos rodoviários nas regiões dos Vales do Mucuri, Jequitinhonha, Rio Doce e Noroeste Mineiro. As obras terão início no próximo mês e primeira etapa corresponde a 812 quilômetros de extensão e atenderá a 42 estradas, com investimentos de R$ 164 milhões.

Para outros 21 trechos, que correspondem a 448 quilômetros de extensão e representam mais R$ 85 milhões em recursos do governo estadual, está sendo dada autorização de início dos procedimentos legais para contratação de projetos técnicos e realização de licitação das obras.

Os recursos são provenientes do Tesouro Estadual. O projeto integra o programa de ligação asfáltica em 224 municípios do estado e até o final do governo, conforme Aécio, 5,6 mil quilômetros de estradas serão pavimentados, apesar de a meta ser ambiciosa.

"Essa primeira etapa está sendo financiada com recursos da Companhia de Desenvolvimento do Estado (Codemig). Na verdade, esse conjunto de obras, cerca de R$ 1,05 bilhão para atender os 224 municípios, tem três fontes de financiamento: os recursos da Codemig, a Cide (Contribuição de Intervenção sobre o Domínio Econômico), pois, parte dos recursos também será reservada para a conservação da malha e das rodovias já existentes e a terceira fonte de financiamento são os organismos internacionais, que dependemos do aval da Cofiex para liberação dos recursos", disse.

Para reduzir os custos das obras, o governo mineiro concederá desconto de 20% para as empreiteiras e construtoras para o pagamento de passivos existentes. "O que quero dizer é o seguinte: no governo Aécio Neves, o que é contratado, se paga. E as empresas, historicamente, incorporaram nos seus custos e, obviamente, no preço final que oferecem, uma perspectiva de atraso nos pagamentos. Com isso, conseguiremos reduzir os gastos com as obras", disse Aécio.

Na primeira etapa do programa, 63 municípios que não têm asfalto serão beneficiados. Outros 26 municípios serão ligados a eles, totalizando 89 municípios mineiros atendidos diretamente. Somam-se a eles, mais 35 municípios que também serão beneficiados indiretamente, pois terão parte dos acessos rodoviários pavimentados.

A perspectiva é que as obras gerem 50 mil empregos diretos e indiretos nas cidades beneficiadas. "Desenvolvimento sem ligação asfáltica é falácia, é vender o impossível. O que nós estamos fazendo é integrando o processo de desenvolvimento do Estado, bom parte de seus municípios e, principalmente, nas regiões que têm o IDH abaixo da média estadual", disse Aécio. O projeto contemplará municípios dos Vales do Jequitinhonha, Mucuri e Rio Doce e o Noroeste Mineiro.


25/03/2004

Fonte: Gazeta Mercantil

 

Curso Licitações

26/06/2019

Tribunal de Justiça autoriza prefeitura abrir licitação para implantar 1.000 câmeras em São José

O Tribunal de Justiça autorizou a Prefeitura de São José dos...

26/06/2019

Após entraves, TJ autoriza licitação para implantar 1.000 câmeras em São José

Depois de quase dez meses de espera, o governo Felicio Ramut...

25/06/2019

Prefeitura de Londrina lança nova licitação do transporte público

A Prefeitura de Londrina, no norte do Paraná, lançou, nesta ...

25/06/2019

Correios prorrogam consulta à edital de licitação de rede

Os Correios prorrogaram para até 1º de julho a consulta públ...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita